Embora não haja uma idade certa para corrigir o posicionamento dos dentes, existem muitos benefícios do aparelho para crianças. Afinal, se essas intervenções forem feitas ainda na infância, é mais fácil corrigir os problemas, com um tempo menor de tratamento e resultados mais satisfatórios.

Isso acontece, justamente, porque nesse período a nossa dentição ainda está se formando, bem como os ossos da face que também interferem no posicionamento correto da arcada.

Quer entender melhor sobre o uso do aparelho odontológico em crianças? Continue a leitura!

Qual a importância do tratamento ortodôntico durante a infância?

Como dissemos, a infância é o período em que estamos passando pela fase de desenvolvimento, tanto da arcada dentária como dos ossos e da musculatura da face.

Por isso, o ortodontista consegue atuar de modo preventivo, diagnosticando alterações que, caso não sejam tratadas, com o tempo são capazes de trazer problemas significativos à oclusão da criança.

É importante destacar que, na maioria dos casos de tratamentos ortodônticos na infância, os aparelhos não são usados para “desentortarem” os dentes, mas sim para corrigir os problemas ósseos capazes de comprometer a saúde e o posicionamento dos dentes permanentes.

Quais os benefícios do aparelho para crianças?

Já deu para perceber que o aparelho na infância é algo muito importante, não é mesmo? Veja os principais benefícios que esse tipo de tratamento traz aos mais novos.

1. Equilibra a mastigação

Uma digestão normal e sadia tem início na boca. Afinal, é muito importante que os alimentos sejam mastigados e triturados corretamente. Mas, quando a mordida está desequilibrada ou existem problemas ósseos, esse sistema é afetado.

Assim, a criança poderá colocar mais força em um dos lados, não conseguir morder os alimentos corretamente ou até sentir dores durante o processo. E se a mastigação não é feita de forma correta, outros problemas aparecem, como dores de estômago, indigestão e déficits nutricionais.

2. Corrige hábitos prejudiciais

Existem certos comportamentos típicos da infância que são capazes de afetar o crescimento e o desenvolvimento adequado da arcada dentária, como chupar os dedos ou usar chupeta. Caso esses hábitos cessem até os 5 anos, são poucas as chances de a criança desenvolver um problema dentário.

Contudo, nos casos em que o hábito se manteve por mais tempo, certamente existirão efeitos indesejáveis porque a posição que o dedo ocupa na boca impede que ocorra a erupção natural dos dentes anteriores, causando desequilíbrios de mordida, em especial a mordida aberta anterior.

Se o tratamento ortodôntico for feito ainda na infância, as chances são muito maiores de retroceder com esses danos.

3. Desenvolve de forma adequada a estrutura da face

Enquanto a criança ainda tem os dentes de leite, os aparelhos ortodônticos são usados de forma funcional ou ortopédica. Ou seja, eles ajudam a guiar adequadamente o desenvolvimento dos ossos e dos músculos da face.

Isso é muito importante, porque evita que problemas futuros venham a ocorrer, além de permitir que o ortodontista consiga:

  • criar espaço para o nascimento dos dentes permanentes (em caso de dentes apinhados);
  • preservar o espaço durante a fase de erupção;
  • inibir ou estimular o posicionamento e o crescimento da maxila e da mandíbula, evitando questões complicadas na fase adulta.

4. Impede o comprometimento da fala e da dicção

O posicionamento adequado dos dentes também está diretamente relacionado a nossa capacidade de nos comunicarmos, afinal, eles oferecem apoio para a língua e formam uma barreira para a passagem do ar.

As crianças com dentes ou com a língua mal posicionados tendem a apresentar maiores dificuldades para falar determinadas palavras, ocasionando problemas de dicção e até constrangimento com os colegas.

Além disso, os ossos da face em posição incorreta afetam a respiração, forçando a criança a respirar pela boca, desequilibrando a saúde bucal e geral, levando a quadros de rinites, bronquites, mau hálito, entre outros.

5. Melhora a higienização dos dentes

Dentes tortos dificultam a higienização adequada, o que aumenta as chances de cáries, gengivites e outros problemas bucais que também afetam os mais novos (até os dentes de leite estão expostos às cáries).

Com os dentes encavalados e apinhados, por exemplo, é mais difícil passar o fio dental, levando a um acúmulo de restos de alimentos e placas bacterianas causadoras de mau hálito e doenças.

Por isso, o uso do aparelho é essencial para evitar que esses problemas se instalem e para oferecer à criança mais facilidade na hora de higienizar os dentes.

6. Evita tratamentos complexos

Os aparelhos infantis também são extremamente importantes para evitar que problemas mais complexos se instalem.

No caso dos maxilares desalinhados, por exemplo, a intervenção ainda na infância poderá “guiar” o crescimento adequado, de modo a evitar que, quando adulto, o paciente tenha que passar por uma cirurgia ortognática, um procedimento bem complexo e muito mais invasivo.

Além disso, mesmo que depois do aparelho infantil a criança tenha que usar o aparelho fixo na adolescência, o tempo de tratamento será muito menor, já que várias questões importantes foram resolvidas antes do nascimento dos dentes permanentes.

7. Favorece a autoestima

Infelizmente, sabemos que as crianças podem ter um comportamento bem cruel com os coleguinhas. E os dentes tortos ou as dificuldades de dicção são capazes de levar a cenas de bullying e outras “brincadeiras” que afetam a autoestima dos mais novos.

Tratar os problemas cedo evita todos esses constrangimentos e permite que a criança se desenvolva psicologicamente de maneira mais saudável. Inclusive existem crianças que já apresentam inibição social devido aos dentes tortos, como evitar sorrir ou se expressar corretamente em público.

8. Evita problemas na ATM

As disfunções da articulação temporomandibular, ATM, são muito comuns e trazem vários malefícios a quem sofre com elas, como dores de cabeça, dores musculares, dificuldades de mastigação e muitos outros.

Em alguns casos, essas situações poderiam ser evitadas caso houvesse uma intervenção ortodôntica na infância. Afinal, os problemas de ATM também são causados por mau desenvolvimento ósseo e crescimento assimétrico da face.

Quais os tipos de aparelhos mais usados?

Basicamente, o aparelho mais comum na infância, quando as crianças ainda têm os dentes de leite, é o modelo removível, chamado de aparelho móvel.

Esses aparelhos podem ter várias funções, como prevenir, corrigir ou guiar o crescimento dos ossos da face. Eles costumam agir de maneira a inibir ou estimular o posicionamento adequado do maxilar e da maxila, deixando a boca “preparada” para quando os dentes permanentes vierem.

Atualmente, foi recentemente lançado uma modalidade do sistema de alinhadores Invisalign®, chamado de Invisalign First, que trata as crianças na fase de dentadura mista. Sendo assim, como já foi falado em tópicos anteriores, ele traz uma série de benefícios em relação aos outros dispositivos tradicionais, como mais conforto, estética e facilidade de higienização, reduzindo o risco de cáries.

Podem ser usados também dispositivos fixos para estabilizar espaços deixados por perdas dentárias precoces, chamados de mantenedores de espaço.

Já os mais velhos, que têm todos os dentes permanentes, podem se tratar com o uso do aparelho fixo (o mesmo dos adultos) e também com sistemas de alinhadores como o Invisalign®.  Nesse caso, o tratamento é indicado para a correção do posicionamento dos dentes e outros problemas já instalados.

Se você tem notado que seu filho apresenta sinais, como dificuldade para mastigar, espaço desigual entre os dentes, desvio lateral da arcada superior, queixo muito para frente, dentes apinhados ou outras questões, é hora de marcar uma consulta com o ortodontista.

Aliás, antes mesmo desses problemas surgirem, é essencial que a criança seja acompanhada por um dentista de confiança assim que os primeiros dentinhos começarem a nascer.

Gostou de saber sobre os benefícios do aparelho para crianças? Acesse o nosso site e descubra como a equipe Qualydent pode ajudar a melhorar a saúde bucal do seu filho!