Certamente você já examinou seus dentes no espelho e ficou se perguntando se precisava usar um aparelho ortodôntico. No caso das crianças, a questão é ainda mais complicada: como saber se os pequenos necessitam ou não corrigir imperfeições no sorriso com essa técnica?

Obviamente, a pessoa mais indicada para responder essa questão é o dentista. No entanto, é importante observar uma série de sinais que podem apontar a necessidade do aparelho ortodôntico para agendar a sua consulta tão logo você os identifique.

Ficou curioso? Quer saber quais são estes sinais? Então acompanhe nosso post e fique atento à sua saúde bucal e à de sua família.

1. Dentes apinhados

Quem tem dentes apinhados — também conhecidos como dentes encavalados — ou tortos, normalmente necessita de aparelho ortodôntico. Na maioria das vezes o problema acontece sempre que o tamanho dos dentes é desproporcional ao tamanho dos maxilares, situação que deixa pouco espaço na boca e faz com que um dente se sobreponha a outro.

O encavalamento dos dentes também pode ocorrer já na vida adulta, ao final do crescimento facial, época que coincide com a irrupção dos terceiros molares (sisos), e em alguns casos, mais tardiamente com o envelhecimento dos dentes e alterações dos ossos da face.

Engana-se, porém, quem acha que o problema resume-se a uma questão estética. Este tipo de disposição dentária dificulta a higienização, até mesmo para profissionais, acarretando outros problemas de saúde bucal, como acúmulo de placa bacteriana, cáries e gengivite.

2. Dentes afastados

Também conhecido como diastema, o problema ocorre quando a situação é inversa à dos dentes apinhados, ou seja, quando o tamanho ou quantidade de dentes é menor do que o tamanho dos maxilares, fazendo com que sobre espaço entre aqueles.

O problema também pode surgir por dois motivos: quando houve a extração de um ou mais dentes ou quando alguns deles não nasceram. Além do prejuízo estético, pessoas com diastema podem apresentar um problema na mastigação de alimentos e na mandíbula. Essa é, aliás, uma das maiores causas de uso de aparelhos ortodônticos.

3. Dor maxilar frequente

Se você ou alguém da sua família se queixa frequentemente de dor de cabeça ou nos músculos da face, é importante consultar imediatamente o dentista, já que o aparelho ortodôntico tem potencial para solucionar esse quadro.

Isso acontece porque, se a mordida estiver desalinhada, pode haver pressão sobre as articulações que ligam essa parte do corpo à cabeça. O uso do aparelho ortodôntico pode ser necessário para realinhar o maxilar.

4. Mordida cruzada, aberta ou profunda

As mordidas cruzadas, abertas ou profundas podem indicar a necessidade do uso de aparelho ortodôntico, portanto, é importante perceber a maneira como você mastiga os alimentos.

A mordida cruzada anterior acontece quando os dentes anteriores (da frente) superiores ficam atrás dos anteriores inferiores, o que acaba trazendo, entre outros problemas, dificuldade de mastigação e de fala.

Já a mordida cruzada posterior é caracterizada por dentes posteriores superiores para dentro em relação aos posteriores inferiores. Além do problema estético, a mordida cruzada posterior traz prejuízos à respiração, fala e mastigação.

A mordida profunda, que também é chamada de sobremordida, acontece quando os dentes anteriores superiores encobrem todos ou quase todos os dentes anteriores inferiores. O problema, se não for tratado corretamente, pode causar dores musculares e desgastes nos dentes.

Por fim, a mordida aberta acontece quando os dentes superiores não tocam os inferiores e pode ocorrer tanto em adultos quanto em crianças. Entre suas causas mais comuns, estão o hábito de chupar os dedos e chupetas por tempo prolongado e/ou problemas respiratórios e genéticos.

5. Mau hálito

Muitas vezes associado à falta de higiene adequada, especialmente em crianças que ainda não adquiriram o hábito de cuidar da limpeza bucal de maneira mais criteriosa e detalhada, o mau hálito pode indicar a necessidade do uso de aparelho ortodôntico. Por isso é importante consultar o dentista quando você ou alguém da sua família apresentar o problema.

Isso porque, se o mau hálito persiste mesmo após uma escovação caprichada e o uso do fio dental, o desconforto pode ser um indicativo da presença de bactérias entre os dentes tortos ou apinhados que necessitam de correção.

6. Problemas no sono

Prestar atenção no sono das crianças é importante para detectar eventuais problemas na saúde bucal dos pequenos. Observe seu filho enquanto ele dorme e verifique se a criança costuma babar demais, respirar de maneira ofegante ou roncar.

Normalmente, esses são sinais de que ele pode precisar de aparelho ortodôntico. Por isso, leve a criança até o dentista para que seja avaliada por um profissional especializado, assim, qualquer eventual problema é diagnosticado precocemente, antes de se agravar.

7. Dentes da frente projetados

O problema aparece quando os dentes superiores estão posicionados muito à frente dos dentes inferiores, o que popularmente chamamos de criança “dentuça”.

Além dos problemas psicológicos que podem ser causados por apelidos desagradáveis, especialmente em crianças com idade escolar, pessoas que apresentam projeção dos dentes superiores também estão mais sujeitas a traumas com fraturas na região.

8. Má pronúncia das palavras

É importante também que você fique atento à maneira como as palavras são pronunciadas. Falar com a “língua presa” pode indicar problemas na mordida — também chamados de má oclusão.

Por isso é essencial consultar um dentista. Muitas vezes, o que você imaginava ser um problema extremamente complexo, poderia ter sido resolvido com o uso do aparelho ortodôntico, que alinha de maneira adequada os dentes e a mandíbula, eliminando de vez a raiz do incômodo.

9. Respiração pela boca

No caso das crianças, é preciso dar atenção aos mínimos detalhes, já que muitas vezes elas não conseguem expressar de maneira clara alguma situação que está deixando-as desconfortáveis.

Se o seu filho fica o tempo todo de boca aberta, isso pode ser um sinal de que ele adquiriu o hábito de respirar pela boca, o que pode ocasionar uma série de problemas mandibulares que devem ser corrigidos pelo uso de aparelho ortodôntico e/ou ortopédico.

Gostou de saber mais sobre os sinais de que você precisa de um aparelho ortodôntico? Então entre em contato conosco para tirar suas dúvidas e agendar uma consulta. Um profissional especializado poderá diagnosticar eventuais problemas de maneira adequada e encontrar soluções que garantam a sua saúde bucal e a de sua família!