A frenética correria do dia a dia acaba contribuindo para que negligenciemos uma etapa essencial para a digestão correta dos alimentos: a mastigação.

Mastigar rapidamente ou de maneira incorreta pode não só prejudicar o processo digestivo, como um todo, mas também causar dores faciais. Ou seja, é muito importante dedicar um pouco de nossa atenção para algo que, apesar de trivial, pode fazer toda a diferença para a manutenção da saúde bucal e do organismo em geral.

Pensando no assunto, separamos, a seguir, 4 dicas para uma mastigação correta. Confira e descubra como mastigar melhor!

1. Não coma com pressa 

A dica primordial, e talvez a mais difícil de se aplicar, é não comer com pressa. Mastigar rápido demais pode sobrecarregar a musculatura facial, provocando dores, ou ainda impedir que a trituração dos alimentos ocorra de maneira satisfatória.

Outra razão importante para comer um pouco mais devagar é o próprio processo digestório. A liberação de suco gástrico é realizada de maneira gradual no estômago, portanto a ingestão de maneira mais gradual contribui significativamente para um processo de digestão mais eficiente.

Assim, vale a pena tentar reservar um tempo maior para comer com mais tranquilidade. Essa maior atenção pode garantir um melhor aproveitamento dos nutrientes do alimento, assim como evitar o aparecimento de dores na musculatura da mímica facial.

2. Alterne os lados de mastigação

Outra dica interessante para mastigar de forma correta é a utilização da mastigação bilateral, ou seja, mastigar o alimento nos dois lados da boca, alternadamente.

Essa prática garante não só uma melhor trituração do alimento, como também uma melhor mistura com a saliva, cujas enzimas são extremamente importantes para o prosseguimento dos processos digestivos.

3. Coloque menos comida na boca

Colocar menos comida na boca ao longo da refeição também pode ser muito eficaz para uma mastigação correta. É bastante comum que, na pressa, acabemos colocando quantidades maiores de comida na boca, com o objetivo de acabar o mais rápido possível, o que pode ser bastante prejudicial.

Com a colocação de porções menores na boca, é mais fácil triturar completamente o alimento, evitando o risco de engolir partículas mais sólidas, como acontece quando ingerimos porções maiores de uma só vez.

Além disso, é provável que uma maior quantidade de saliva se misture ao alimento, tornando a digestão mais eficiente e rápida pela ação das enzimas presentes nessa secreção.

4. Utilize os dentes do fundo para alimentos mais sólidos

A dentição humana nos permite ter uma alimentação extremamente variada, com tipos de alimentos de consistências diversas. Assim, a partir da utilização de cada tipo de dentição, é possível triturar, de maneira mais eficiente, cada tipo de alimento.

No caso da mastigação de alimentos mais duros, o mais correto e funcional seria a utilização dos dentes molares e pré-molares, que estão presentes na região do fundo da boca. Esses dentes têm uma forma especializada para a trituração de alimentos, o que é bastante eficaz para alimentos mais sólidos.

Por isso, na hora de mastigar alimentos mais duros é recomendado que sejam utilizados preferencialmente esses dentes, de modo que o alimento seja devidamente triturado e posteriormente deglutido.

E aí, gostou de saber mais sobre como ter uma mastigação correta? Comente suas dúvidas e experiências sobre o assunto!