As doenças da gengiva são as principais causas da perda dentária. Além disso, quando não tratados, os problemas na gengiva podem evoluir e prejudicar outros órgãos de nosso corpo, como coração e rins. Muitas vezes, a artrite também é causada por doenças gengivais não tratadas.

Mesmo assim, grande parte das pessoas não se preocupa em mantê-las saudáveis. Mas, a boa notícia é que se problema for diagnosticado logo no início, o tratamento é bem simples e rápido. Quer saber um pouco mais sobre o assunto? 

Continue a leitura deste artigo que daremos mais detalhes sobre as doenças da gengiva, suas causas, sintomas, formas de prevenção e tratamento. Confira!

Principais doenças da gengiva

As principais doenças gengivais são a gengivite e a periodontite. Embora apresentem alguns sintomas semelhantes, cada problema tem suas particularidades. Vamos entender a diferença entre elas!

Gengivite

Esse é um dos problemas bucais mais frequentes nos pacientes que aparecem no consultório. Na verdade, a doença nada mais é do que uma infecção na gengiva causada pelo acúmulo de placa bacteriana — camada grudenta e incolor que se forma nos dentes e na margem gengival. A retenção da placa é causada por uma higiene bucal deficiente.

Sinais e sintomas da gengivite

Os principais sintomas da gengivite são:

  • inchaço nas gengivas;
  • vermelhidão no contorno do dente atingido pela doença;
  • sangramento na hora de escovar os dentes e passar fio dental.

Tratamento para gengivite

A gengivite é uma doença de fácil tratamento. Dependendo de seu estágio, uma boa escovação aliada ao uso do fio dental já é suficiente, pois esse processo remove a placa bacteriana presente na cavidade oral. Já nos casos em que há presença de tártaro, é necessário que você procure o dentista.

O profissional vai realizar uma raspagem com o auxílio de aparelhos específicos, além de fazer o polimento dos dentes.

Periodontite

A periodontite é a evolução da gengivite não tratada. Quando a periodontite se agrava, os ossos e as fibras que sustentam os dentes já estão severamente danificados. Nesses casos, se o tratamento não for feito a tempo, os dentes do paciente ficam moles, mudam de lugar e, por esses motivos, precisam ser extraídos.

Além da falta de higiene bucal, que causa o acúmulo de placa bacteriana, as doenças da gengiva também podem ser causadas por fatores genéticos, idade avançada, tabagismo, puberdade, gravidez, diabetes, estresse, uso de medicamentos, entre outros fatores. 

Sintomas da periodontite

Um dos principais sinais da periodontite é o aparecimento de bolsas na margem gengival, que é o espaço da gengiva que fica descolada do dente mas recobrindo-o. Esse espaço, chamado de sulco gengival, normalmente apresenta profundidade média de 2mm em gengivas saudáveis. Quando essa profundidade do sulco aumenta, cria-se a chamada bolsa periodontal, que favorece a retenção e acúmulo de placa bacteriana e tártaro, piorando o quadro da doença. Os principais sinais e sintomas da periodontite são:

  • sangramentos;
  • mau hálito ou gosto ruim na boca;
  • inchaço nas gengivas;
  • retração gengival — as gengivas se afastam da raiz dentária, deixando-a exposta;
  • sensibilidade na hora de ingerir alimentos quentes ou frios;
  • dor ao mastigar;
  • gengivas avermelhadas ou arroxeadas;
  • secreção de pus ao redor dos dentes atingidos pela doença;
  • mobilidade dentária.

Embora haja diversos sintomas, a periodontite é uma doença silenciosa, que nem sempre vem acompanhada de dores. Por isso, ao menor sinal de inchaço, dores ou sangramento, marque uma consulta com seu dentista.

Tratamento para periodontite

O tratamento para a periodontite depende do grau do estágio da doença. Diferentemente da gengivite, nesse caso, uma boa higiene bucal não será o suficiente para fazer com que a doença regrida.

Quando a doença ainda não está em seu quadro mais severo, uma limpeza profunda e uma raspagem resolvem o problema. Nesse caso, o tártaro e a placa bacteriana serão removidos, eliminando a infecção. 

Já em casos mais severos há necessidade de procedimento cirúrgico para remoção das bolsas gengivais. Quando há retração gengival pode ser feito um enxerto de tecido para cobrir as raízes dentários ou melhorar a estrutura da gengiva. Mas, quando a raiz dentária já foi afetada pela doença, pode ser necessário um enxerto ósseo.

Como dissemos no início do tópico, o tratamento depende do estágio da doença. Quanto mais rápido você procurar por ajuda profissional, mais simples, rápida e eficaz será a solução do problema.

Como evitar doenças da gengiva

Embora haja tratamento para as doenças gengivais, a prevenção ainda é a melhor forma de manter suas gengivas bonitas e saudáveis. Abaixo daremos algumas dicas simples para se manter longe desse tipo de infecção. Confira!

Mantenha uma boa higiene bucal

Como vimos ao longo do artigo, a grande vilã das infecções nas gengivas é a placa bacteriana. Basta manter uma boa rotina de higiene bucal, escovando os dentes pelo menos duas vezes ao dia e usando o fio dental regularmente.

Se seu dentista indicar, você pode complementar a limpeza com um bom enxaguante bucal.

Abandone hábitos nocivos

O cigarro também é um dos principais inimigos de um sorriso bonito. Ele causa problemas tanto nos dentes quanto nas gengivas. Então, fique longe dele e de qualquer substância que possa prejudicar sua saúde bucal.

Visite seu dentista regularmente

Você deve ir ao dentista de seis em seis meses — já citamos isso em diversos artigos. Mas, não cansamos de repetir, pois muitas doenças bucais podiam ser evitadas ou tratadas precocemente se a maior parte dos pacientes seguisse essa recomendação.

Durante as visitas, ao menor sinal de acúmulo de placa bacteriana e tártaro o dentista vai indicar uma limpeza para remover esses males e impedir que eles afetem a saúde das gengivas.

Além disso, pessoas com diabetes, pacientes mais velhos, com problemas de boca seca e gestantes também estão no grupo de risco para o desenvolvimento de doenças na gengiva. Por isso, esses pacientes devem fazer acompanhamento odontológico de perto, pois mesmo que tenham uma boa higiene bucal, ainda sim são mais propensos a sofrerem com o problema.

Vale ressaltar que, entre as doenças da gengiva, a periodontite é a mais séria de todas. Quando ela não é tratada, além de causar perda dentária, as bactérias presentes na boca ainda podem cair na corrente sanguínea e chegar até o coração, causando problemas cardiovasculares. Mulheres grávidas com periodontite também correm o risco de sofrerem com um parto prematuro.

Se você tem problemas na gengiva ou qualquer outra doença bucal e procura por profissionais qualificados, a Qualydent é a clínica ideal para você. Estamos localizados em Goiânia e possuímos uma excelente equipe de dentistas de diversas especialidades. Entre em contato conosco e conheça os tratamentos oferecidos.