Quem é que não deseja ter um sorriso natural, com dentes saudáveis e bonitos? Embora esse seja o desejo de praticamente todo mundo, algumas características naturais que todos nós temos podem interferir negativamente para alcançar esse objetivo.

Além de problemas como dentes desalinhados ou assimétricos, alguns fatores externos também acabam afetando o aspecto do sorriso. Esse é o caso do descuido com a higiene bucal e alguns hábitos, tanto alimentares quanto comportamentais.

Contudo, se você tomar certos cuidados ou realizar tratamentos de odontologia estética, é perfeitamente possível ter um belo sorriso natural. Neste artigo, veja o que você precisa fazer para deixar seus dentes ainda mais bonitos e valorizar a sua imagem. Acompanhe!

1. Realize a higiene bucal adequadamente

Não há como fugir da realidade. Se não for feita uma higiene bucal adequada todos os dias, os dentes e outros tecidos bucais serão afetados por bactérias, ficarão doentes e com um aspecto ruim. Por isso, é fundamental escovar os dentes, pelo menos, duas vezes por dia.

O ideal é que a escovação seja feita após cada refeição, pois sempre que comemos alguma coisa, poucos minutos depois a placa bacteriana começa a se formar, e os dentes já estão suscetíveis a problemas.

Não se esqueça de usar escova com cerdas macias e creme dental com flúor e de passar o fio dental. Esse último item é essencial para realizar uma higiene completa, já que a placa bacteriana também se forma em áreas nas quais a escova não alcança, mas os micro-organismos se proliferam ali.

2. Evite alimentos com corantes

Diversos alimentos que fazem parte da nossa dieta são compostos por corantes, tanto de origem natural quanto artificial. O problema é que o esmalte dentário é poroso, e esses pigmentos conseguem penetrar em sua estrutura, ficando depositados ali.

Com o tempo, a tendência é de que os dentes fiquem manchados, amarelados ou escurecidos por causa do acúmulo de corante. Sendo assim, o ideal é evitar alimentos e bebidas muito pigmentados, como é o caso dos seguintes:

  • café;

  • vinho tinto;

  • chá preto;

  • refrigerante;

  • açaí;

  • sucos artificiais;

  • gelatina.

Não é necessário eliminar de vez todos os alimentos pigmentados do seu cardápio. Apenas procure moderar o consumo e realizar a devida higiene bucal após sua ingestão. Dessa forma, você eliminará o corante da boca, evitando que ele se deposite no esmalte dentário.

3. Corrija a posição dos dentes

É bastante comum que o sorriso natural de uma pessoa seja composto por dentes desalinhados ou apinhados. Afinal, os dentes que nascem tortos ou a falta de espaço na boca para eles são problemas comuns, mas que afetam tanto a imagem da pessoa quanto sua saúde bucal.

Todavia, essas características podem ser corrigidas com a realização de tratamentos ortodônticos. Por meio dessas intervenções, estimulamos a movimentação dos dentes para que eles fiquem alinhados e reposicionamos aqueles que nasceram em locais inadequados. Desse modo, torna-se possível compor um sorriso natural e harmônico, valorizando a aparência.

Atualmente, existem diversas opções de aparelhos ortodônticos para atender as mais diferentes necessidades, por isso todos os problemas podem ser solucionados. Quem precisa manter a discrição durante o tratamento também se beneficia com dispositivos mais modernos, confeccionados em materiais transparentes ou invisíveis.

4. Faça um clareamento dental

Com o passar do tempo, é uma tendência natural que os dentes fiquem amarelados, manchados ou escurecidos. Isso se dá por causa da alimentação e do envelhecimento natural do organismo.

Mas é possível ter um sorriso natural e branco mais uma vez realizando um clareamento dental. Esse tratamento é muito simples, porém deve ser realizado com acompanhamento de um profissional para evitar efeitos indesejados e complicações para a saúde bucal.

A técnica utiliza produtos que reagem com as moléculas dos pigmentos, tornando-as solúveis em água. Assim, elas são eliminadas naturalmente e sem agredir os dentes, deixando-os com uma tonalidade mais clara.

Existem dois tipos de clareamento dental: o de consultório e o realizado em casa com acompanhamento.

Clareamento no consultório

Realizado durante consultas com o dentista, esse tipo de clareamento utiliza produtos branqueadores em alta concentração de forma localizada nos dentes com isolamento dos tecidos moles da boca. No geral, são realizadas cerca de três sessões para alcançar os resultados desejados, com intervalo de uma semana entre elas. No entanto, somente o profissional é quem pode definir isso avaliando caso a caso.

Clareamento em casa com acompanhamento

Nesse procedimento, uma moldeira personalizada para o indivíduo é confeccionada, e o dentista explicará o modo correto de usá-la juntamente com o gel clareador. Isso deve ser feito em casa todos os dias durante algumas horas, para que o produto cumpra sua ação sobre os pigmentos clareando os dentes.

As duas técnicas são eficazes, mas é importante entender que os resultados variam para cada pessoa. Isso porque a tonalidade alcançada é diferente em cada situação em função da cor natural do esmalte dentário.

Assim, o que o clareamento dental faz não é deixar os dentes necessariamente brancos, mas sim mais claros dentro da sua coloração natural. Então, se o esmalte tiver naturalmente uma cor amarelada ou acinzentada, ele ficará mais claro do que está, mas não necessariamente branco, pois sua cor original não é essa.

5. Use facetas ou lentes de contato

As facetas e as lentes de contato são peças muito finas confeccionadas em materiais como a porcelana, que tem uma coloração muito próxima a do esmalte dentário. Elas podem mudar o formato dos dentes na medida em que são coladas sobre eles com o intuito de promover maior harmonia e simetria ou alterar sua coloração.

Uma pessoa que tem dentes com tamanhos diferentes, muito pequenos ou espaçados pode usar as facetas ou as lentes para corrigir essas pequenas imperfeições. Nesse caso, é feito um estudo do sorriso identificando os problemas a serem corrigidos e, então, são confeccionadas as lentes ou as facetas especificamente para cada dente.

Se houver necessidade, os dentes são tratados e alguns recebem um pequeno polimento para desgastar partes que estejam interferindo na colagem das peças. Em seguida, elas são fixadas sobre o esmalte, dando um novo formato para a arcada dentária.

Embora muito finas, as facetas e as lentes de contato duram anos se receberem os devidos cuidados. Oferecem excelentes resultados funcionais e estéticos, promovendo harmonia e simetria e compondo um sorriso natural, bonito e saudável.

6. Visite o dentista regularmente

Para ter um sorriso natural e muito bem cuidado, você também precisa visitar o dentista regularmente. O recomendado é passar por uma consulta de rotina a cada seis meses, a fim de fazer limpeza profissional e outros procedimentos preventivos.

O acompanhamento do especialista é fundamental porque existem alguns cuidados que não são possíveis em casa, como a remoção do tártaro entre dentes e subgengival. Além disso, nas consultas, o dentista faz aplicação de flúor para fortalecer os dentes e identifica possíveis problemas.

Dessa forma, ele complementa os cuidados tomados em casa para evitar que doenças e problemas bucais se instalem ou se agravem. Também instrui o paciente sobre medidas que devem ser tomadas em casos específicos para assegurar a saúde bucal, como a troca da escova de dente, os movimentos corretos na escovação, o uso de um creme dental específico, entre outros.

Não se esqueça de que para ter um sorriso natural é importante que todos os tratamentos e procedimentos que você for realizar sejam feitos com profissionais especializados e que tenham experiência no mercado. Assim você desfrutará apenas dos benefícios e alcançará excelentes resultados, com dentes ainda mais bonitos valorizando a sua imagem.

Quer ter o sorriso que sempre sonhou? Nossos especialistas podem ajudar! Entre em contato conosco e conheça as opções de tratamentos e procedimentos para você!

Abraços,

Dr. Fausto Côrtes Isaac – especialista em Ortodontia USP – CROGO 6430