Você já sentiu dores de cabeça contantes ao acordar ou após as refeições? Sente sensibilidade nos dentes com frio ou doce? Sofre com fraturas de dentes e restaurações frequentemente?

A visita ao dentista pode ser extremamente útil para o descobrimento e consequente tratamento de diversas doenças, sendo que uma em particular vem acometendo cada vez mais pessoas, o bruxismo.

Mas, você sabe o que é isto? Continue a leitura deste texto, entenda o que é bruxismo e aprenda a identificar os principais sintomas.

O que é bruxismo

O termo bruxismo é proveniente do grego brycheinm e possui como significado o ranger dos dentes. Já o bruxismo do sono é uma disfunção definida pelo ranger dos dentes de maneira involuntária durante as horas de sono, empregando força intensa na musculatura mastigatória. É um processo inconsciente e que gera sons. É importante ressaltar que o apertamento dos dentes em períodos de repouso (parafunção), sem ficar rangendo, também gera os problemas associados ao bruxismo. 

É uma desordem funcional muito comum e acomete 30 a 40 milhões de adultos e crianças, apenas nos EUA. 

Causas do bruxismo

O bruxismo está relacionado a diversas causas e alguns profissionais acreditam que seja um hábito. É um problema muito associado ao estresse e à ansiedade.

Pode também estar ligado a má oclusão dentária, a doenças do sistema nervoso, surgir como efeito colateral de medicamentos, como resultado das doenças de Huntington e Parkinson, refluxo gastroesofágico e apneia do sono. 

Sinais e sintomas 

O principal sintoma do bruxismo se manifesta como a mandíbula dolorida e dor de cabeça ao acordar. Mas existem vários sinais e sintomas que apontam bruxismo como causa. Dentre eles podemos destacar:

  1. Estalo ao movimentar a articulação temporomandibular. 
  2. Desgaste dos dentes e retrações gengivais. 
  3. Rompimento ou fratura de restaurações e próteses dentárias. 
  4. Hipertrofia muscular (principalmente o masseter).
  5. Dor nos músculos da face. 
  6. Dentes mais sensíveis com esmalte desgastado.
  7. Fadiga dos músculos da face.

Processo de identificação

O bruxismo é identificado a partir de uma reclamação do paciente, ou de relatos de pessoas que convivem com ele. Pode também ser notado pelo cirurgião-dentista em uma consulta de rotina, onde a hipótese diagnóstica surge devido a desgastes incomuns nos dentes, dores na musculatura da face, perdas ósseas na mandíbula, fratura de dentes e outras complicações.

Uma descoberta antecipada pode evitar sérios problemas para a vida futura. É válido lembrar também que o tratamento do bruxismo é pouco invasivo, diferentemente do tratamento dos problemas por ele ocasionados. A máxima de “prevenir é melhor do que remediar” é excelente nesse caso.

Ou seja, é melhor consultar um dentista e não ter nenhum problema, do que esperar passar o tempo e se deparar com problemas avançados, que trarão consequências mais sérias.

Tratamento

Muitas vezes o tratamento é multidisciplinar, requerendo atuação de diversos profissionais de saúde, sendo o dentista fundamental neste processo. Médicos, fisioterapeutas, psicólogos e até fonoaudiólogos podem ser de grande valia, por meio de tratamentos de suporte.

O primeiro passo é a identificação da causa do bruxismo e a confecção de placas interoclusais. É um recurso que visa proteger os dentes do desgaste e aliviar os principais sintomas, principalmente as dores na mandíbula.

Pode ser associado também uso de medicamentos como relaxantes musculares e analgésicos nos casos de dor e terapias com ansiolíticos e antidepressivos. Outro recurso mais recente e bastante eficiente é o uso de toxina botulínica nos músculos que elevam a mandíbula para reduzir a força e minimizar os efeitos deletérios.

Deve-se ressaltar que o bruxismo pode ser ocasionado devido aos momentos de tensão, costumeiros do nosso dia a dia. Se este for o caso, deve-se avaliar a rotina do paciente e os hábitos pessoais e adotar práticas para alívio do estresse. A prática de esportes com frequência e a utilização de exercícios para relaxamento, como pilates e ioga, são bem indicados.

Evolução do bruxismo

O bruxismo é uma doença mais presente em crianças do que em adultos. Esse panorama pode ser explicado pelo fato da doença desaparecer conforme o tempo. Cerca de 15% das crianças tem o bruxismo presente em suas vidas, enquanto nos adultos o índice chega apenas a 5%.

Mas, independentemente dessa informação, é importante estar alerta aos sintomas. Caso seu filho esteja apresentando as principais queixas, leve-o num dentista qualificado e procure saber qual tratamento é o mais indicado.

Apesar de ainda ser uma criança, o bruxismo pode ocasionar danos irreversíveis para o futuro. Não deixe que nenhum sintoma passe em branco e cuide da saúde das crianças. 

Principais complicações

Você pode estar pensando: como é possível o bruxismo trazer complicações para uma criança, se ela ainda possui dentes de leite e vai trocar todos eles?

Aí é que você se engana. As principais complicações do bruxismo vão muito além dos dentes de leite. O recorrente ranger dos dentes causa um desgaste anormal no esmalte dos dentes e na gengiva. Esse é um dos fatores que causam dor no paciente.

Além disso, o ranger pode provocar a quebra ou a fissura de dentes, ocasionando até a perda dentária. A longo prazo, a articulação da mandíbula pode sofrer desgastes acelerados e ocasionar problemas irreversíveis.

O bruxismo também é conhecido por causar fortes dores de cabeça, no rosto, pescoço, ouvido e até mesmo nos ombros. Podem ocorrer deslocamentos da mandíbula, zumbido e dificuldades mastigatórias. Tais sintomas associados recebem o nome de Disfunção Têmporo Mandibular (DTM).

É interessante destacar que as principais complicações do bruxismo surgem com o tempo. O desgaste de uma noite é irrelevante. Mas, o constante desgaste, vários dias e noites seguidos é o grande causador de problemas. Assim como as dores de cabeça, que quando se tornam crônicas, passam a responder mal a medicamentos e ao tratamento. Então, se não for tratado no tempo certo, o bruxismo que apareceu na infância pode gerar graves problemas, seja de ordem estética ou não, na fase adulta.

Sendo assim, é fundamental visitar uma clínica especializada frequentemente. Além de cuidar da saúde bucal, você estará se prevenindo de doenças e problemas nos dentes. Não é só o bruxismo que pode impactar a sua vida e de seus familiares.

Portanto, procure por clínicas de qualidade e que ofereçam um serviço completo para você. Existem diversas especialidades que atuam para restabelecer a normalidade, dentre elas a ortodontia, a prótese e a dentística.

E aí, gostou do nosso artigo? Entendeu o que é o bruxismo e suas principais consequências? Possui alguma dúvida ou conhece alguém que sofre desse problema? Deixe sua opinião nos comentários e participe do nosso blog!