Ficar de olho no que acontece na sua boca é extremamente importante, não apenas para detectar precocemente problemas bucais, mas também para saber de antemão sobre possíveis doenças que estejam afetando outras partes do seu corpo.

Muitas pessoas nem imaginam, mas existem várias patologias que se manifestam primeiramente com sintomas na região oral. Quer saber mais? Continue lendo este post e veja quais indícios não devem ser ignorados!

1. Gengiva inflamada

A gengiva inflamada é uma condição bem comum nos consultórios odontológicos e geralmente está relacionada à presença de placa bacteriana ou de tártaro, devido a dificuldades de escovação.

Mas, algumas vezes, ela também pode indicar questões mais sérias como o escorbuto, doença causada pela deficiência de vitamina C. O quadro inicial tem sintomas como: sangramento, inchaço e alterações na gengiva.

Outras doenças também podem acabar inflamando a gengiva, como a diabetes, a leucemia e até o uso de determinados medicamentos. Na dúvida, o melhor é sempre procurar orientações do seu dentista.

2. Mau hálito

Na maioria das vezes, o odor desagradável está relacionado à presença de bactérias localizadas na gengiva ou na parte posterior da língua. Porém, em alguns casos, esse pode ser um indício de algo que vai além dos simples problemas bucais.

Se você notou que praticamente de um dia para o outro passou a sofrer com o mau hálito, atenção. Isso pode ser um sinal de doenças como gastrite, refluxo, diabetes tipo 2, sinusite, rinite, amidalite, laringite, bronquite, cirrose, doença renal crônica e até insuficiência cardíaca.

3. Aftas

Ingerir alimentos ácidos ou até acabar mordendo um pedaço da boca são questões comuns e que podem levar ao surgimento de aftas. Porém, quando essas lesões são frequentes e não estão associadas a nenhum evento traumático, é preciso buscar ajuda.

É possível que elas estejam sendo causadas por um vírus, como o da herpes, ou ainda devido à infecções que deixam o organismo mais enfraquecido, como a AIDS. As aftas recorrentes também são sintomas clássicos de muitas doenças autoimunes, como lúpus, doença de Chron e doença de Behçet.

Outros motivos recorrentes para as aftas são: estresse, falta de vitaminas (principalmente B12), uso de medicamentos ou hormônios, predisposição genética e alergias alimentares.

Feridas que não cicatrizam, manchas e outras alterações merecem um cuidado redobrado, já que costumam ser os sintomas iniciais do câncer de boca. Outra doença que se manifesta inicialmente com feridas que demoram a cicatrizar é a sífilis, que apresenta lesões mais aparentes na gengiva.

4. Dor na mandíbula

Em geral, as dores na mandíbula são causadas por problemas na ATM (a articulação do maxilar), gerando um quadro chamado de DTM (Disfunção Têmporo Mandibular) que pode levar a dores crônicas nos músculos da face e do pescoço, estalidos e até questões mais graves, como a artrose dessa articulação. Muitas vezes, o problema se relaciona ao bruxismo — ato de apertar os dentes excessivamente.

Contudo, se a dor aparece de forma intensa e vem acompanhada de outros sintomas, como dor no peito que se irradia para os braços, fadiga e suor frio, isso pode ser um sinal claro de que você está infartando.

Agora, se a dor está localizada na parte superior dos dentes, o motivo pode ser uma crise de sinusite — uma inflamação das cavidades que se localizam ao redor das fossas nasais, provocando dor de cabeça, nos dentes e na mandíbula.

5. Língua “careca”

A língua também é um ponto que merece atenção quando falamos de problemas bucais e da saúde como um todo. Quem apresenta uma língua mais lisa, com um aspecto de “pneu careca”, deverá ter atenção. Isso porque esse é um dos sinais clássicos da anemia, que ainda pode provocar falta de ar, tontura, palidez e fadiga.

O ideal é que a sua língua esteja sempre áspera e brilhante, indicando um músculo saudável.

Como você viu, existem muitos problemas bucais que podem ser indicativos de doenças ou deficiências em outras partes do corpo. Por isso, é muito importante ficar de olho na sua boca. Caso note qualquer alteração, procure o seu dentista.

Aproveite para saber mais sobre saúde oral e leia nosso post completo explicando o que pode fazer com que o seu dente caia e evite essa situação.