Há alguns anos, o aparelho fixo metálico era a única opção para quem desejava ter dentes bonitos e bem alinhados. Felizmente, a odontologia evoluiu e, atualmente, temos diversos tipos de aparelhos ortodônticos disponíveis no mercado.

Portanto, não há mais aquela velha desculpa de não querer usar aparelho por causa da idade, da falta de estética causada pelo acessório ou do incômodo, pois há modelos para todos os gostos, inclusive muito confortáveis.

Cada aparelho é indicado para correção de problemas específicos, mas o objetivo de todos é o mesmo: deixar o paciente satisfeito com seu sorriso e melhorar a sua mastigação. Neste post, falaremos sobre os principais tipos de aparelhos ortodônticos, suas indicações, vantagens e desvantagens. Confira!

Aparelho fixo metálico

Esse é o modelo mais comum de aparelho dentário e também o mais usado pelos pacientes. Isso porque seu custo é relativamente mais baixo do que os outros e os resultados proporcionados pelo tratamento são muito bons.

O aparelho fixo é composto por fios, bandas e braquetes — aquelas pecinhas que são coladas nos dentes. Ele é indicado para todos os tipos de disfunções, desde pequenos desalinhamentos dentários até problemas mais graves.

Vantagens do aparelho fixo metálico

A grande vantagem desse modelo é seu custo, que como já citamos no início do tópico, é bem mais baixo do que os demais. Outro benefício é que ele oferece excelentes resultados.

A grande desvantagem do aparelho fixo é em relação à estética, pois ele necessita de ligaduras elásticas — as famosas borrachinhas coloridas. É comum também que pacientes que usam esse modelo sofram com aftas e lesões nas gengivas e mucosas.

O aparelho fixo também facilita bastante o acúmulo de resíduos alimentares. Por isso, a higiene bucal deve ser feita com bastante cuidado para que não se desenvolvam cáries e doenças nas gengivas.

Aparelho fixo estético

Esse modelo é bem parecido com o anterior e possui a mesma funcionalidade, porém, ele é confeccionado com um material diferenciado, que proporciona um visual bem mais estético do que o metálico. 

Isso porque seus braquetes se camuflam a cor dos dentes. Há três modelos de aparelho estético: porcelana, safira e policarbonato e cada um deles possui um grau diferente de opacidade. Ainda, ele é indicado para as mesmas disfunções do modelo metálico.

Vantagens e desvantagens do aparelho estético

A principal vantagem é seu ganho estético. O campeão nesse quesito é o modelo de safira, pois seus braquetes são muito parecidos com o vidro. Por isso, muitas vezes, as pessoas só percebem que você está usando aparelho quando chegam bem perto.

Além disso, os braquetes de porcelana e safira não sofrem alterações de cor ao longo do tratamento. A principal desvantagem é a questão do valor de investimento, que é mais alto do que o modelo metálico. O de safira tem um custo mais elevado.

Outro ponto negativo é que os braquetes de policarbonato não possuem estabilidade de cor como os de porcelana e podem manchar ao longo do tempo.

Aparelho invisível

Esse modelo consiste em um conjunto de alinhadores confeccionados em material transparente. Ele não possui fios, braquetes ou bandas e é confeccionado de acordo com a arcada dentária do paciente, através de um molde ou escaneamento.

O aparelho invisível ou alinhadores transparentes — como também é conhecido — é indicado para a maioria dos casos de maloclusão.

Vantagens e desvantagens do aparelho invisível

O aparelho invisível é móvel, o que permite que ele seja retirado na hora das refeições e da higienização bucal. Por isso, não há aquele acúmulo de resíduos alimentares, como ocorre com outros modelos. Sendo assim, há menos probabilidade do paciente desenvolver cáries e doenças nas gengivas.

O aparelho invisível se encaixa perfeitamente na boca do paciente, o que torna seu uso imperceptível. Entre todos os tipos existentes, ele é o mais confortável, prático e estético. Além disso, não há necessidade do paciente ir ao dentista tantas vezes durante o tratamento.

A única desvantagem dos alinhadores transparentes é em relação ao investimento, que é mais alto que os demais. Mas o custo-benefício vale a pena.

Aparelho lingual

O aparelho lingual é um modelo fixo e metálico, muito parecido com o tradicional. A diferença é que é instalado na parte interna dos dentes. Ele corrige as mesmas disfunções do aparelho tradicional e é o segundo mais indicado para atletas (só perde para os alinhadores invisíveis), pois, em casos de atrito durante a prática esportiva, o risco de traumas na boca é menor do que quando o atleta usa o aparelho convencional.

Vantagens e desvantagens do aparelho lingual

A grande vantagem desse aparelho é o ganho estético, uma vez que ele é colado na parte interna dos dentes, seu uso é imperceptível. O principal ponto negativo é a dificuldade de higienização, pois o paciente não consegue ter um campo de visão 100%. Há também o desconforto com a lingua, que em alguns casos pode atrapalhar a fala e a alimentação.

Aparelho autoligado

Esse é um tipo de aparelho fixo, mas, ao contrário do modelo convencional, ele não necessita das ligaduras coloridas ou transparente (no caso dos bráquetes estéticos), já que o fio ortodôntico é preso no próprio bráquete. 

O aparelho autoligado pode ser indicado para diversos problemas ortodônticos, mas entre todos os tipos de aparelho, ele oferece uma vantagem para tratamentos que necessitam de expansão da arcada dentária.

Vantagens e desvantagens do aparelho autoligado

Esse modelo oferece mais rapidez e agilidade durante as consultas com o ortodontista e permite que se fique mais tempo entre um atendimento e outro, se comparado aos aparelhos com ligaduras elásticas. Alguns profissionais notam melhor controle de placa. E o melhor de tudo é que há a versão estética desse modelo de aparelho, que beneficia aqueles que consome alimentos mais pigmentados que podem manchar as borrachinhas transparentes.

A única desvantagem do aparelho autoligado é seu custo, que é mais elevado se comparado ao modelo convencional.

Aparelho móvel

O aparelho móvel pode ser indicado para crianças, que ainda não têm a dentição definitiva e necessitam de correções nos dentes. Também há a contenção, que é usada depois do aparelho fixo para evitar que os dentes voltem à posição anterior ao tratamento.

Vantagens e desvantagens do aparelho móvel

Por se tratar de um aparelho móvel, ele pode ser retirado na hora das refeições e da higiene bucal. Ele é bastante confortável nas versões mais simples, não provocando aftas como os bráquetes. No entanto, se o paciente não fizer o uso adequado do aparelho, os resultados do tratamento serão prejudicados.

Expansor palatino

Esse tipo de aparelho é indicado para pacientes que precisam expandir o palato (céu da boca). O tratamento é necessário quando não há espaço suficiente na arcada dentária para o encaixe de todos os dentes ou quando há uma atresia da maxila, ou seja, uma deficiência no crescimento do arco superior. A indicação, na maioria dos casos, é para crianças, mas adultos também podem usá-lo.

Vantagens e desvantagens do expansor palatino

O expansor palatino previne problemas de apinhamento dentário. Por isso, seu uso, muitas vezes, evita que o aparelho fixo seja usado na adolescência ou idade adulta. A desvantagem para os adultos é que para proporcionar bons resultados, muitas vezes é necessária uma cirurgia antes do uso do aparelho.

Gostou do post? Você já conhecia todos esses tipos de aparelhos ortodônticos? Se não, agora já sabe. E se quiser descobrir mais sobre o aparelho invisível, basta conferir o artigo que criamos especialmente sobre o assunto.